SindicarioNET - Sindicato dos Bancários de Campo Grande-MS e Região
CUT BRASIL Contraf FETEC

Em Defesa dos Bancos Públicos

Imprimir e-mail aumentar a fonte diminuir a fonte
Publicado em 6 de Dezembro de 2017 às 15:06
Audiência em Maracaju destaca importância dos bancos públicos

 

A cidade de Maracaju sediou na noite dessa terça-feira, dia 5, a audiência pública “Em Defesa dos Bancos Públicos”. O debate contou com a participação de autoridades, sindicalistas, bancários e população local.

 

Esta é quarta audiência sobre o assunto realizada em Mato Grosso do Sul. O objetivo é conscientizar a população e as autoridades políticas sobre os impactos negativos da privatização de instituições públicas, como Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil.

 

Em Maracaju, o palestrante foi o coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil, Wagner Nascimento, que também faz parte do Conselho da Previ. O presidente do SEEB-CG, Edvaldo Barros, participou das discussões e destacou o impacto dos bancos públicos para o crescimento da cidade.

 

"Foi um momento importante para mostrar para classe política do município e para população a importância dos bancos públicos para o desenvolvimento da região. Cerca de 90% dos créditos ofertados no município foram patrocinados pela Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil, por isso, acreditamos na adesão de toda a sociedade maracajuense em defesa dos bancos públicos".

 

 

 

Também participaram da audiência o presidente do Sindicato dos Bancários de Dourados, Ronaldo Ferreira, e o deputado estadual João Grandão. O evento foi organizado pela Câmara Municipal e Prefeitura de Maracaju, com o apoio dos Sindicatos dos Bancários de Dourados e de Campo Grande e Assembleia Legislativa.

 

Mobilização

Os Sindicatos dos Bancários de Campo Grande e de Dourados estão fazendo conferências com os bancários do interior do estado para destacar a importância da defesa dos bancos públicos. Já foram realizadas audiências públicas em Campo Grande (20 de junho), Juti (31 de outubro) e Coxim (6 de novembro).

 

A precarização dos bancos públicos que vem sendo promovida pelo governo federal pode provocar mais demissões de funcionários, e a privatização destas instituições pode prejudicar a população de baixa renda.

  

Bancos como a Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e BNDES são responsáveis por viabilizar políticas públicas e programas sociais, como FIES e Minha Casa Minha Vida, além de garantir o desenvolvimento de setores produtivos, desde agricultura familiar até construção civil e indústrias.


Por: Assessoria de Comunicação do SEEB-CG 

Sindicato dos Bancários de Campo Grande-MS e Região de Mato Grosso do Sul - Rua Barão do Rio Branco, 2652 - Jardim dos Estados

Campo Grande-MS - Telefone: 67 3312-6100 / Fax: 67 3312-6116